Associação de empresas auxiliares do transporte aéreo e Ubrabio querem intensificar uso de biocombustível na frota em solo

As duas entidades assinaram um memorando de intenção em que se comprometem a chegar a uma mistura de 20% bem antes de 2030, quando está previsto em lei

A Abesata (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo) e a Ubrabio (União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene) firmaram o compromisso de acelerar, no segmento de ground handling, a implantação do uso do biodiesel nos equipamentos de movimentação em solo. Hoje, a legislação determina a mistura obrigatória de 8% de biodiesel ao diesel fóssil, com previsão de chegar a 10% em março do ano que vem. Além disso, o setor projeta o aumento gradativo até alcançar 20% em 2030 em toda a frota nacional hoje movida a diesel.

“Queremos tornar os 20% realidade hoje no segmento de ground handling e não daqui a 12 anos”, disse Ricardo Aparecido Miguel, presidente da Abesata, se referindo à adoção do combustível renovável em toda a frota que circula em solo nos aeroportos para a prestação dos serviços auxiliares, transporte de malas e carga aérea, de passageiros, tripulantes, movimentação de aeronaves etc. Para operacionalizar, a Abesata está em contato com o Sindicom, o sindicato dos distribuidores de combustível.

Entre os principais ganhos da aceleração do processo, definida pelas duas entidades, estão os efeitos ambientais (redução da emissão de CO2, reciclagem e destino sustentável de óleos e gorduras residuais), os efeitos econômicos (em especial, a redução da importação de diesel fóssil) e os efeitos sociais (inclusão produtiva e preservação de vidas com a melhoria da qualidade do ar).

De acordo com o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski, que esteve na Abesata, as importações de diesel crescem, enquanto a indústria brasileira está ociosa. A parceria Ubrabio-Abesata pode ajudar a reverter este processo. Na reunião com o segmento de ground handling, participaram ainda o vice-presidente da entidade, Paulo Mendes, e o diretor Pedro Scorza, que é também assessor técnico para combustíveis bio renováveis da Gol Linhas Aéreas.

Saiba mais sobre a Abesata

 Em todo Brasil, existem hoje 122 esatas (empresas auxiliares do transporte aéreo) e juntas empregam 31.800 pessoas. Em todo mundo, 50% dos serviços auxiliares do transporte aéreo são realizados por empresas especializadas. No Brasil, ainda estamos em 30%. ​Mais informações em www.abesata.org

Saiba mais sobre a Ubrabio

A União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) é uma associação sem fins econômicos que representa nacionalmente quase toda a cadeia produtiva desses biocombustíveis. Desde sua criação, em 2007, a entidade lidera o segmento e atua como interlocutora entre sociedade e governo para mobilizar e unir esforços, recursos e conhecimentos na busca pelo desenvolvimento do setor. A representação da Ubrabio compreende produtores de biodiesel e bioquerosene e das matérias-primas necessárias à produção, além de fornecedores de equipamentos, agroindústrias de extração de óleo vegetal e farelos, indústrias de insumos químicos, tecnologias e serviços relacionados ao setor. Mais informações em www.ubrabio.com.br

Informações para a imprensa
Egom PR Agency – (11) 3666 7979/ 3666 7981
Daya Lima (11) 98207 5278
Marcela Matos (11) 98447 1756
Sala de imprensa: https://egom.com.br/press-releases/ (Novo!)
E-mail: egom@egom.com.br

Visite a Egom PR Agency no Facebook!

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2022 Egom Consultoria de Comunicação e Marketing

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?