Empreendimento será construído em cinco fases e faz pausas por conta da estação de chuvas, quando o trabalho de terraplanagem não pode ser realizado. Na primeira etapa, serão entregues pista de pouso, área de embarque e desembarque e 72 lotes

O Antares Polo Aeronáutico, aeroporto executivo que está sendo construído em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana de Goiânia, em Goiás, irá retomar as obras na primeira quinzena de abril. O empreendimento ampliou a sua capacidade no escopo do projeto, para atender à demanda crescente do e-commerce e da aviação regional.

A pista de pouso passa de 30m para 45m de largura para atender às mudanças da aviação geral no país. Já o pátio de aeronaves passará de 11 mil m² para 22 mil m², enquanto a faixa de pista de taxiway do Aeroporto Antares, vai de 7,5 m para 12,5 m de largura.

O projeto do Antares está sendo construído em cinco fases. A primeira etapa deve ser concluída em 2024 e prevê a entrega da pista de pouso, área de embarque e desembarque, com dois pavimentos para recepção de passageiros. Também está previsto no projeto a entrega de 72 lotes de 1.000m² a 1.500 m² de área, com toda a infraestrutura necessária, como energia elétrica, sistema de abastecimento de água, pavimentação asfáltica e área fechada com portaria monitorada. Parte destes lotes já foi comercializada. Para quem precisa de um terreno maior, o Antares possui áreas com mais de 100 mil m² disponíveis. 

O aeroporto privado apresenta ao mercado brasileiro uma tendência mundial:  a possibilidade de compra de áreas para a construção de hangares, centros de distribuição próximos da pista de pousos e decolagem. Um modelo inovador de operação que já é realidade nos EUA e na Europa. O aeroporto conta com estrutura para receber voos executivos, manutenção de aeronaves, táxi aéreo, escolas de formação aeronáutica, transporte aeromédico, treinamento e formação de pilotos, entre outras possibilidades.

Recentemente, o Antares filiou-se à Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag) para estar mais próximo dos principais fabricantes e empresários do segmento. “Com o novo decreto que o governo pretende editar para permitir voos comerciais em aeroportos privados, o Antares ganha mais força no cenário da aviação, pois será mais uma alternativa para as empresas aéreas regulares”, disse Rodrigo Neiva, Diretor Comercial do Antares. 

Saiba mais sobre o Antares

O empreendimento vai ocupar uma área de 209 hectares e deve atrair empresas de táxi aéreo, serviço aeromédico, manutenção, hangaragem, escolas para formação de pilotos e estrutura de apoio, com comércio, restaurantes e hotel. A expectativa é atrair também indústrias, em especial fábrica de peças aeronáuticas, turbinas e motores para aviação, entre vários outros. Além de empresas voltadas para o segmento de logística. 

O Centro-Oeste concentra grande parte da movimentação da aviação executiva no Brasil e o Antares quer absorver parte dos 63 mil pousos e decolagens realizados na região todos os anos. 

O Grupo Empreendedor responsável pelo Antares inclui as empresas Tropical Urbanismo, Innovar Construtora, CMC Engenharia, BCI Empreendimentos e Participações e RC Bastos Participações. Mais informações https://antaresaeroporto.com.br/ @antarespoloaeronautico

Informações para a imprensa

Egom PR Agency – (11) 3666 7979

Marcela Matos (11) 98447 1756

Sala de imprensa: www.egom.com.br 

E-mail: egom@egom.com.br

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2022 Egom Consultoria de Comunicação e Marketing

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?