A divisão pode ser feita com dois ou três sócios, reduzindo as despesas fixas dos donos. Nos EUA, modelo já é usado há mais de 20 anos 

 

Fotos: https://flic.kr/s/aHsmAoNTmL

Em meio a pandemia, uma nova demanda motivou a Solojet Aviação a começar a oferecer ao mercado um novo produto, o Solojet Shares, um programa de compartilhamento de aeronaves muito usado nos Estados Unidos, mas ainda pouco conhecido por aqui. Trata se de um novo conceito de compartilhar aeronave com dois ou três sócios diretos, reduzindo os gastos fixos, mantendo o patrimônio e ainda permitindo um bom tempo de uso da aeronave.

 

“Através de nosso programa, a disponibilidade da aeronave pode chegar a até 80% e a operação da aeronave é gerida de forma profissional para garantia de segurança e qualidade”, disse André Bernstein, diretor da Solojet Aviação. Para ele, a medida vem em boa hora, pois os clientes, apertados com os impactos da pandemia, que estavam pensando em se desfazer da aeronave, estão encontrando uma nova alternativa.

 

O novo modelo oferecido pela Solojet Shares difere dos atuais modelos de compartilhamento de aeronaves hoje disponíveis no Brasil em que o interessado adquire uma cota de uma aeronave, mas a compartilha com muitas outras pessoas e lança mão de uma frota ou suporte de fretamento quando precisa voar. “O nosso modelo é de sociedade direta, com todos os cuidados legais para garantir as segurança jurídica de todos e a tranquilidade”, resume Bernstein. Uma consultoria jurídica especializada desenvolveu um contrato e um modelo de sociedade específico para esta situação, cobrindo os riscos inerentes ao assunto.

 

O perfil recomendado para a novo compartilhamento é de proprietários que não voem tanto, mas que de fato precisam da aeronave para se deslocar. No modelo, os custos fixos são divididos na razão da sociedade e cada um paga os seus custos operacionais, ou seja, pelos voos operados. Há a alternativa de passar para a Solojet Aviação a operação da aeronave e reduzir a zero as preocupações com contratação de tripulação, gestão da manutenção, hangaragem etc.

 

“Para o indivíduo ou empresa que já possui uma aeronave, oferecemos a possibilidade de capitalizar parte do valor da aeronave em dólares através da venda de uma fração do bem. Já para quem ainda não faz parte da aviação, é uma oportunidade de passar a ter  ingresso com investimento de 50% ou menos do valor total do bem, para receber o mesmo benefício: aeronave à disposição” explica o diretor da Solojet Aviação.

 

Saiba mais sobre a Solojet Aviação

A Solojet Aviação é uma empresa completa no segmento de aviação executiva. Oferece serviços de hangaragem, atendimento, manutenção, gerenciamento de aeronaves, revitalização de interiores, compra e venda de aeronaves. É ainda é representante de importantes marcas como a Tamarack, que fabrica winglets para a linha 525 da Cessna, a Raisbeck Engineering e a Blackhawk Modifications, que oferece kits para upgrades aerodinâmicos e de motores para King Air.  Baseada no Aeroporto de Jundiaí, conta com dois hangares e se destaca por oferecer todos os serviços em um único lugar aos clientes. Mais informações em https://solojetaviacao.com.br/

 

Informações para a imprensa

Egom PR Agency – (11) 3666 7979/ 3666 7981

Daya Lima (11) 98207 5278

Marcela Matos (11) 98447 1756

Sala de imprensa: www.egom.com.br

E-mail: egom@egom.com.br

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Egom Consultoria de Comunicação e Marketing

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?