Com a retomada econômica, mais e mais famílias estão recorrendo ao crédito bancário para comprar carro, casa ou até mesmo para colocar as contas em dia. Diante do aumento da demanda, a Aneps – entidade que representa mais de 300 mil correspondentes bancários em todo país –, alerta o consumidor a só contratar crédito com profissionais certificados e ensina como consultar essa licença de trabalho exigida pelo Banco Central

 

Diante do aumento da procura por crédito bancário, a Aneps (Associação Nacional dos Profissionais e Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País), entidade que representa cerca de 300 mil correspondentes bancários em todo país, faz um alerta para que as pessoas só contratem crédito através de um profissional certificado e apto a oferecer serviços bancários fora das agências.

 

Correspondentes bancários são empresas que prestam serviços bancários fora das agências, ofertam empréstimos, financiamento de carro e casa, além de realizar o pagamento de contas de consumo, como água, luz etc.

 

O que pouca gente sabe é que o profissional que trabalha em um correspondente diretamente em contato com o público consumidor, na oferta de produtos financeiros, deve obrigatoriamente ser certificado, de acordo com a Resolução nº 3954/2011 imposta pelo Banco Central. Essa certificação é exigida para garantir a capacitação técnica, além de permitir o rastreio da oferta de crédito, inibindo possíveis fraudes.

“Antes de pedir um empréstimo é sempre muito importante que o consumidor verifique se está sendo atendido por um profissional devidamente certificado”, explica Edison Costa, presidente da Aneps. Para isso, basta solicitar ao agente de crédito, ou seja, ao profissional que está lhe oferecendo o empréstimo, o comprovante de sua certificação, que pode ser a carteirinha profissional contendo o número do certificado, ou até mesmo o certificado impresso.

 

 “Uma forma simples e rápida de identificar se este profissional está apto a oferecer crédito é consultar o número do CPF dele no site da Central de Registros Profissionais. Basta acessar www.crcp.org.br e inserir o número do documento dele”, ensina Costa.

 

Nos últimos 10 anos, o número de correspondentes triplicou no Brasil especialmente para atender à enorme quantidade de municípios sem agências bancárias. Das 5.588 cidades, 2.293 não possuem agências bancárias.

 

Além disso, nos últimos anos, o movimento no sentido de fechar agências bancárias para reduzir os custos tem sido grande. Em 2017, 1.500 agências foram fechadas. Só o Banco do Brasil encerrou as atividades de 670 agências.

 

 Saiba mais sobre a Aneps (Associação Nacional dos Profissionais e Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País)

As empresas promotoras de crédito e correspondentes no país atuam de forma independente como terceirizadas para financiadores ou credores, ou seja, prestam serviços financeiros fora das agências. Estes profissionais realizam recebimentos de pequenas contas, como água, luz, telefone entre outros, e pagamento de 57% dos benefícios sociais, como aposentadoria e Bolsa Família. Segundo o site do Banco Central do Brasil, são mais de 374 mil postos de atendimento ao consumidor. Um segmento econômico que gera cerca de 1,7 milhão de postos de trabalho. A Aneps foi criada em 2001 para representar os interesses dessas empresas e obter o reconhecimento como categoria importante na cadeia produtiva. Para mais informações, acesse www.aneps.org.br.

Informações para a imprensa

Egom PR Agency – (11) 3666 7979/ 3666 7981

Daya Lima (11) 98207 5278

Marcela Matos (11) 98447 1756

Sala de imprensa: https://egom.com.br/press-releases/

E-mail: egom@egom.com.br

Visite a Egom PR Agency no Facebook!

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2021 Egom Consultoria de Comunicação e Marketing

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?