A comunicação é indelegável

Algumas áreas de uma corporação são indelegáveis. É possível contar com um time de profissionais de altíssimo nível, mas o CEO, o presidente ou o fundador da empresa  – independentemente do porte – deve acompanhar de perto cada passo, cada movimento estratégico. E a comunicação é uma destas áreas.

Certo dia, ouvi o dono de uma empresa dizer que ia demitir todo mundo, romper contrato com a agência de publicidade porque ninguém entendia o que ele queria. Fiquei me perguntando se ele percebia o que estava dizendo, pois se ninguém o entendia, muito provavelmente é porque não estava expressando bem o que queria. O mais alto gestor precisa deixar bem claro ao time de comunicação onde a empresa está e para onde deseja ir. Só assim é possível trabalhar na direção correta.

É muito comum um negócio existir mais fortemente na cabeça do idealizador, é ele quem melhor comanda e mais profundamente conhece os desafios e as estratégias para alcançar o sucesso. Então, ninguém melhor que este executivo para orientar o que precisa ser feito na área de comunicação. Vejam que falamos em orientar, porque a partir deste desenho inicial do projeto de comunicação entram em cena outros recursos que vão ajudar a entender o cenário e as perspectivas para atingir o sucesso. São eles a pesquisa, inteligência de mercado, análise de imagem e muitos outros.

Mas quando a comunicação não está estrategicamente alinhada com os objetivos de uma corporação ela se torna pouco ou nada útil. Pois não vai colaborar para o sucesso da empresa e, ao contrário, vai causar frustração e despesas desnecessárias.

Já bem alinhada com as estratégias e objetivos da empresa a comunicação é uma ferramenta poderosíssima, ajuda a marca a se tornar mais conhecida, apresenta os diferenciais, ajudando no posicionamento adequado,  e leva informação aos públicos de interesse mais relevantes (os stakeholders).  Para que isso aconteça, o mais alto comando da empresa precisa se envolver diretamente com a comunicação, abrir as estratégias da empresa, as vulnerabilidades e traçar a quatro mãos um plano de comunicação que vai contribuir efetivamente com os resultados da companhia. Aqueles que experimentaram fazer isso estão colhendo os frutos e deixando a concorrência para trás.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2017 Egom Consultoria de Comunicação e Marketing

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?